Tratamento de água: conheça os procedimentos e a importância

A imagem mostra uma estação de tratamento de água

O tratamento de água reúne diversas soluções com equipamentos e sistemas que tornam a água potável e própria para o consumo

Mas para isso, um longo percurso é realizado. Ele é necessário para eliminar todas as impurezas existentes nas águas captadas em mananciais e assim evitar a transmissão de doenças, como a cólera ou a gastroenterite, por exemplo.

Todo esse processo, desde a captação da água até a etapa de desinfecção e  transformação em potável, é fundamental para garantir a saúde e a qualidade de vida

E qual a importância das etapas de tratamento da água? E como ele acontece? Para saber mais sobre essas informações, continue a leitura!

O que é o tratamento de água?

Por ser o bem mais precioso consumido pelo ser humano, o tratamento de água se torna necessário. 

No total, ele envolve três estágios, que são a captação, o tratamento e a distribuição, que ocorre em uma rede de tubulações. 

Quais as etapas do tratamento de água?

O tratamento de água é feito em diferentes etapas, que contam com processos químicos e profissionais de diversas áreas laboratoriais.

E as etapas são:

Oxidação

A oxidação é o pontapé inicial do tratamento de água. Essa etapa do processo é basicamente adicionar um produto oxidante na água (cloro gás, dióxido de cloro, hipoclorito de sódio, entre outros).

Isso irá oxidar alguns íons como ferro e manganês, tornando-os partículas insolúveis que serão removidas da água nas próximas etapas do tratamento. 

Além disso, esses produtos químicos têm a função secundária de desinfecção da água, eliminando ou inativando agentes patogênicos.

Já o processo de floculação tem a função de aglutinar as partículas formadas na coagulação, formando flocos maiores para facilitar a sua remoção em um decantador ou flotador. Nessa etapa pode-se adicionar polímero (catiônico ou aniônico) para otimizar a formação dos flocos.

Decantação ou Flotação

Nessa etapa ocorre a separação das partículas formadas na etapa de coagulação e floculação. Essa separação pode ser feita por decantação ou por flotação.

A decantação é um processo onde a água passa em uma velocidade muito baixa por um tanque, permitindo que essas partículas decantem no fundo desse tanque. Existem decantadores mais eficientes, com placas ou tubos (aumenta a taxa de decantação) e raspadores no fundo do tanque (limpeza automática).

Já os flotadores mais simples são tanques onde a água passa em uma velocidade muito baixa, permitindo que essas partículas flutuem e se acumulem na superfície do tanque. 

Os flotadores podem ter raspadores de superfície para melhorar a remoção das partículas acumuladas. Existe um tipo especial de flotador que utiliza ar comprimido, formando microbolhas no fundo do tanque chamado DAF (Dissolved Air Flotation).

Essas bolhas flutuam e arrastam as partículas para a superfície, aumentando a velocidade da separação.

Filtração ou Ultrafiltração

O processo de filtração acontece após a água passar pelos decantadores/flotadores. A água nessa etapa ainda contém impurezas (sólidos em suspensão) que são muito finas para serem removidas na etapa anterior. 

Essa etapa pode ser realizada em filtros de areia (gravidade ou pressurizados) ou em um sistema de Ultrafiltração, que utiliza membranas.

Os filtros de areia são filtros de profundidade, cujo leito é formado por camadas (seixos, pedregulho, areia e carvão antracitro – opcional). As partículas são retidas pelas camadas de carvão e areia. 

As outras camadas são apenas suporte para evitar o escape da areia pelo fundo do filtro. Esses filtros quando bem operados podem gerar águas com turbidez em torno de 0,3 a 0,5 NTU. 

Alguns filtros mais modernos possuem um sistema de retrolavagem que conta com uma etapa de aeração, que aumenta bastante a eficiência da limpeza do leito.

Já a Ultrafiltração é uma filtração realizada por membranas, que são filtros físicos com um determinado tamanho de poros (exemplo: 0,03 mm) que não se altera com o tempo. 

Normalmente são sistemas 100% automáticos e que geram águas com turbidez em torno de 0,1 a 0,3 NTU. Os módulos de Ultrafiltração podem ser do tipo pressurizado ou submerso.

Desinfecção

Na etapa da desinfecção, usa-se um biocida o cloro para destruir/desativar todos os micro-organismos presentes na água. Usualmente, são utilizadas substâncias oxidantes como hipoclorito de sódio, cloro gás ou mesmo dióxido de cloro.

Fluoretação

Agora entramos no processo de fluoretação, que trabalha com a água depois de ela ser filtrada. Aqui a água já está potável, então é preciso adicionar o flúor, que serve para a prevenção de cáries e outros problemas bucais. 

Correção do pH

Apesar de a água estar potável, algumas vezes é preciso fazer a correção do pH. Nesta etapa, adiciona-se cal hidratado ou outra substância alcalina (NaOH, CaOh etc) para essa finalidade. 

Ortopolifosfato de Sódio

Por fim, a última etapa é o ortopolifosfato de sódio, componente acrescentado para proteger a tubulação contra a corrosão e a oxidação de todo o processo. 

Assim, a água está pronta para o consumo. O líquido permanece armazenado em reservatórios fechados e impermeabilizados, para posteriormente ser distribuído para a população. 

Podemos observar que todo esse processo passa por etapas importantes, que envolvem vigilância e cuidado. 

Comentários finais

Essas etapas de tratamento de água contemplam a remoção de partículas em suspensão, bem como alguns íons dissolvidos como ferro e manganês. 

Alguns processos mais modernos estão incluindo etapas de remoção de íons e substâncias dissolvidas na água que também podem afetar a saúde, como os disruptores endócrinos.

Tratamento de Água Pochteca

A linha de produtos para Tratamento de Água da Coremal | Pochteca possui soluções para diversos equipamentos e sistemas como caldeiras, torres de resfriamento, sistemas de água gelada, processos industriais, estações de tratamento de água e efluentes.

Veja a seguir a linha completa para tratamento de água da Coremal | Pochteca 

Resinas de troca iônica

A troca iônica é usada no tratamento de água, incluindo amaciamento de água, desmineralização industrial, produção de água ultrapura e tratamento de água residual. 

Tem utilidade especial em síntese química, manufatura, processamento de alimentos, mineração, geração de energia, agricultura e uma variedade de aplicações e outras indústrias.

Fundamentalmente, o processo de troca iônica funciona da seguinte maneira: uma solução passa pelas resinas de troca iônica, que contêm íons móveis ou trocáveis.

No processamento de água, a troca iônica normalmente remove a dureza em aplicações de abrandamento e todos os íons dissolvidos nas aplicações de desmineralização. 

A troca iônica também é usada para remover nitrato, cromo, arsênico e outros contaminantes específicos da água potável.

Os processos de troca iônica podem ser conduzidos em modo contínuo ou em batelada. Os processos contínuos de troca iônica ocorrem em uma coluna ou vaso contendo um leito profundo de resina de troca iônica. Quando a capacidade da resina se esgota, as resinas são regeneradas.

Membranas de osmose reversa

Purificação de água comprovada, confiável e de alto desempenho.  A osmose reversa (OR) é um processo de separação acionado por pressão que emprega uma membrana semipermeável e os princípios de filtração de fluxo cruzado.

O tratamento de água por osmose reversa fornece o melhor nível de separação. A membrana de OR atua como uma barreira para todos os sais e moléculas inorgânicas, bem como moléculas orgânicas com um peso molecular superior a aproximadamente 100 daltons. É, portanto, um processo altamente eficaz para a remoção de contaminantes, tais como:

  • Endotoxinas / pirogênicos.
  • Inseticidas / pesticidas.
  • Herbicidas.
  • Antibióticos.
  • Nitratos.
  • Açúcares.
  • Sais solúveis.
  • Íons metálicos.

A Dupont fornece a tecnologia de OR mais amplamente usada no mundo – com a confiança global de municípios, indústrias, fábricas e comércios e que desejam água limpa e saudável.

Módulos de Ultrafiltração

A ultrafiltração (UF) é um processo de purificação acionado por pressão que separa as partículas de compostos solúveis usando um meio de membrana.

A ultrafiltração é uma excelente tecnologia de separação para pré-tratamento de dessalinização, pré-tratamento de osmose reversa e reuso de efluentes, bem como para a produção de água potável.

Com mais de 70 anos de liderança em tecnologia de separação e produtos em mais de 1.000 instalações de ultrafiltração em todo o mundo, a Pochteca | Coremal  um portfólio de produtos projetados para excelente separação por membrana, produtividade e eficiência extremas e confiabilidade excepcional.

Porque trabalhamos  os mais altos padrões de qualidade e rígidas normas de segurança. Seguindo as políticas de procedimentos e melhores práticas garantem a qualidade dos produtos que distribuímos.

Quer receber mais conteúdos sobre tratamento de água e produtos químicos? Então conheça mais sobre os serviços da  Pochteca | Coremal acessando o nosso site e acompanhe as novidades em nosso blog. 

 

Archivo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
Email
Skype

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assuntos relacionados

Químicos
Ácido Acético

O ácido acético ou ácido etanóico é um ácido metilencarboxílico , um ácido orgânico presente em algumas plantas na forma diluída. Pode ser obtido naturalmente

Leia mais »
Químicos
Tripolifosfato de Sódio

O tripolifosfato de sódio é um composto inorgânico especificamente um sal de sódio, é obtido a partir da reação do carbonato de sódio com o

Leia mais »