Pesquisar
Close this search box.

Pigmentos orgânicos e inorgânicos: tudo o que você precisa saber

pigmentos organicos e inorganicos

Pigmentos orgânicos e inorgânicos: qual deles será o melhor? Essa é uma dúvida que surge com certa frequência quando se trata da escolha do pigmento ideal para uma determinada aplicação. 

O desenvolvimento de cores em uma ampla variedade de materiais é facilitado pela existência de diversos tipos de pigmentos, entre os principais: orgânicos e inorgânicos.

Presentes em diversas indústrias, como de plástico, tintas, cosméticos, entre muitas outras, cada tipo de pigmento possui características e propriedades que o tornam mais adequado para diferentes aplicações.

Mas qual a diferença de pigmentos orgânicos e inorgânicos? Quais as características de cada um? É possível misturá-los? Continue a leitura para conferir. 

Qual a diferença de pigmentos orgânicos e inorgânicos?

A diferença entre pigmentos orgânicos e inorgânicos está na sua composição química e origem. 

Os pigmentos orgânicos são derivados de compostos de carbono, geralmente sintetizados em laboratório a partir de matérias-primas como o petróleo. 

Já os pigmentos inorgânicos, por sua vez, são obtidos de minerais, como óxidos de ferro e titânio.

A seguir, vamos conferir mais detalhes sobre cada tipo de pigmento, e exemplos de cada um deles. 

Pigmentos orgânicos

Pigmentos orgânicos são substâncias sintetizadas industrialmente, geralmente a partir de derivados de petróleo. 

Ao contrário do que o nome “orgânico” pode sugerir, esses compostos normalmente não são “naturais”, mas sim fruto da química orgânica, que é centrada na manipulação de moléculas que contêm carbono e hidrogênio.

Esse tipo de pigmento, normalmente fornecido em pó, oferece uma grande variedade de cores brilhantes e saturadas, e são perfeitos para aplicações que exigem tonalidades intensas e bastante vivacidade.

Quais são os pigmentos orgânicos?

Conheça a seguir alguns dos principais pigmentos orgânicos: 

  • Antraquinona;
  • Azo (Monoazo, diazo e suas variantes);
  • Dioxazina;
  • Ftalocianina;
  • Isoindolina/Isoindolinona;
  • Perileno;
  • Pirrol;
  • Quinacridona. 

Pigmentos inorgânicos

Os pigmentos inorgânicos são obtidos a partir de matérias-primas minerais, como óxidos de ferro e titânio, e são produzidos industrialmente. No entanto, essas substâncias também são sintetizadas em laboratório, que, inclusive, as tornam mais seguras para o uso. 

Conhecidos pela estabilidade, resistência a condições adversas e segurança, tanto para o ser humano como para o meio ambiente, estes pigmentos obtêm sua cor pela dispersão física em materiais.

Também têm um alto poder de cobertura, tingimento e maior opacidade. 

Quais são os pigmentos inorgânicos?

Veja abaixo os principais pigmentos inorgânicos:

  • Óxidos de ferro (amarelo, vermelho, laranja, marrom e preto);
  • Dióxido de titânio (branco);
  • Cadmiums (amarelo, laranja e vermelho);
  • Cromatos (amarelo, laranja e vermelho);
  • Cobalto (azul).

Leia também: Solventes para indústrias: funcionalidades e onde encontrar

Como diferenciar pigmentos orgânicos e inorgânicos?

Para diferenciar pigmentos orgânicos de inorgânicos, é importante olhar para a sua composição e comportamento. Os orgânicos geralmente são derivados de petróleo, apresentam cores mais brilhantes e saturadas, mas são menos resistentes à luz e ao calor. 

Pigmentos inorgânicos, por outro lado, são feitos de minerais e metais, oferecem cores mais opacas, e são conhecidos por sua robustez e durabilidade. 

Então, verifique as características na descrição ou rótulo dos produtos para identificar sua origem e tipo.

Pode misturar pigmento orgânico com inorgânico?

A mistura de pigmentos pode ser viável em alguns casos, mas exige cautela e conhecimento técnico profundo, devido às diferenças em suas propriedades químicas.

Mas essa mistura é feita para combinar as melhores propriedades de ambos os tipos de pigmentos – como a vivacidade e variedade de cores dos orgânicos com a estabilidade e a durabilidade dos inorgânicos. 

Esse processo permite a criação de materiais com especificações de cor precisas, para atender a necessidades específicas de resistência e desempenho em aplicações como na produção de tintas, plásticos e revestimentos. 

Em todo caso, a compatibilidade entre os pigmentos deve ser cuidadosamente avaliada para garantir a qualidade do produto final.

Leia também: Para que serve dióxido de silício? Conheça as aplicações da substância

Qual o melhor pigmento: orgânico ou inorgânico?

Não existe um melhor pigmento de forma absoluta; a escolha entre orgânico e inorgânico depende da aplicação industrial específica e dos requisitos de desempenho. 

Em outras palavras, a escolha entre pigmentos orgânicos e inorgânicos depende das necessidades específicas da aplicação. 

Para cores vibrantes e máxima transparência, os orgânicos são a melhor opção. Já para durabilidade, resistência e poder de cobertura, os inorgânicos são ideais.

Onde encontrar pigmentos industriais?

Se a sua empresa ou indústria precisa de pigmentos orgânicos e inorgânicos de qualidade e procedência, faça uma cotação com a Pochteca Coremal! 

Distribuímos os mais diversos insumos industriais, incluindo pigmentos diversos, em quantidades variadas para atender a sua demanda específica. 

Com mais de 70 anos de experiência e presente em 10 países do continente americano, a Pochteca é uma fornecedora de classe mundial, com ampla frota de caminhões para entregas a granel e fracionadas e atendimento de qualidade. 

Faça uma cotação e tenha ao seu lado um fornecedor de insumos de alta confiança! 

Conclusão

Em resumo, pigmentos orgânicos e inorgânicos têm papéis importantes na indústria devido às suas propriedades específicas. 

Seja pela vivacidade das cores que os orgânicos oferecem ou pela robustez e estabilidade dos inorgânicos, ambos são essenciais para atender às demandas de diversas aplicações. 

A compreensão dessas substâncias e de suas diferenças capacita os produtores a fazer melhores escolhas, otimizando a qualidade e a eficiência de seus produtos. 

Assim, a escolha entre orgânico e inorgânico será sempre guiada pela necessidade específica da aplicação desejada.
💡Quer conferir outros artigos como este? Acesse o blog da Pochteca!

Archivo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
Email
Skype

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assuntos relacionados

COMUNICADO SOBRE SEGURANÇA EM PAGAMENTO

Prezado cliente, 

Recentemente recebemos relatos de clientes informando sobre tentativas de fraude em nome da nossa empresa.

Uma pessoa se fazendo passar por funcionária da área de Créditos e Cobrança da Pochteca Coremal, relata um problema no cálculo de preços de venda e, por conta disso, um novo boleto estaria sendo emitido com o valor correto e enviado novamente para o cliente.

A Pochteca Coremal esclarece que não envia esse tipo de e-mail aos clientes e que qualquer questão relacionada a divergência de valores são préviamente discutidas entre as áreas envolvivas na venda do produto, e nunca partindo da área de Crédito e Cobrança.

Atenciosamente.

Outros países